Receba Nossa Newsletter
de Conteúdos

Buscar

Tudo o que você precisa saber sobre empreendedorismo

Tudo o que você precisa saber sobre empreendedorismo
Ser um empreendedor nada mais é que produzir e ter a iniciativa de dar vida a novas ideias e negócios por meio da criatividade.

Compartilhe este Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você conhece o Steve Jobs? Ele é um exemplo de empreendedor que revolucionou todas as etapas de sua carreira, estando sempre à frente de todos. Logo, ele é uma superação de sucesso, em que deu início a Apple criando computadores na garagem de sua casa.  Assim, ele inovou o mercado trazendo o Apple II, um computador que trazia um teclado e display melhor do que seus concorrentes. Agora, aposto que você já é capaz de entender o que é ser um empreendedor. 

Então, o que é o empreendedorismo? 

Ser um empreendedor nada mais é que produzir e ter a iniciativa de dar vida a novas ideias e negócios por meio da criatividade. Portanto, o conceito de empreendedorismo é destruir o velho e construir algo novo, como costuma dizer Joseph A. Schumpeter.

Quais são as principais características de um empreendedor?

Autoconfiança: sair fora da caixa e propor novas ideias não é algo em que as pessoas tendem a se acostumar rapidamente. O novo não é aceito facilmente. Por isso, ter confiança para que se convença as pessoas, seja elas sócios ou colaboradores, de que sua ideia e empresa vai dar certo, é algo a se preservar. 

Criatividade e inovação: sem dúvidas, são as bases do empreendedorismo. Sair do padrão e ter novas ideias para fazer as coisas é um desafio. Ter uma boa imaginação, resolver problemas de formas inovadoras ou desafiar ideias já propostas, é um trabalho pioneiro e que deve fazer parte da equação. Empreendedorismo e inovação andam de mãos dadas.

Tudo o que você precisa saber sobre empreendedorismo

Otimismo: assim como Steve Jobs, sua iniciativa de produzir uma máquina abriu à ele um universo e a tão famosa marca, a Apple. Esperar que lhe digam o que fazer e qual problema solucionar não faz parte das características de um empreendedor. Quantas vezes não devem ter dito ao Steve Jobs que sua ideia não daria certo? Ao final de cada dia, o otimismo sempre mantém a chama empreendedora inabalável. Logo, ter visão, pensamento estratégico e colocá-las em prática é essencial para se tornar empreendedor de sucesso.

Persistência: não desistir é a chave para o sucesso do empreendedorismo. Se você pesquisar sobre os maiores empreendedores atuais, vai ver que o histórico do fracasso é presente. Agora, imagine se eles estivessem desistindo quando nada estava dando certo? Os episódios de fracassos, frustrações, insucessos ou até mesmo falências, irão acontecer. Por isso, quem perde e persiste é quem irá ganhar a corrida do empreendedorismo e alcançar seus objetivos. Assim, o empreendedorismo é sinônimo de persistência. 

Visão e motivação: ter visão e planejamento do que sua empresa será daqui 5 ou 10 anos é o que te dará motivação para todos os dias trabalhar para levar o seu empreendimento ao sucesso. 

Protagonismo: se destacar no meio de todos os outros com a finalidade de melhorar e tornar coisas do cotidiano mais simples, é um dos segredos. 

Quais os tipos de empreendedorismo?

1. Empreendedorismo Individual

Uma ótima maneira de começar o seu negócio! O empreendedorismo individual é muito comum para autônomos e freelancers. Assim, o empreendedorismo individual permitirá que o profissional atue abrindo uma EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) ou abrindo um MEI (Microempreendedor Individual). São comuns em áreas de serviços, indústria e áreas do comércio não intelectuais, em que há o faturamento limite de 81 mil anuais. Além disso, a principal característica desse nicho é a existência de apenas um proprietário. 

2. Empreendedorismo Informal

Com a pandemia do coronavírus e com a taxa crescente de desemprego no Brasil, os empregos formais estão sendo cada vez mais disputados e, consequentemente, mais difíceis. Vendedores ambulantes, como aqueles vistos em barraquinha ou próximos às estações de metrô funcionam sem CNPJ e sem qualquer outro registro ou formalização de atividade. Estes são os empreendedores informais, que são cada vez mais comuns nos tempos atuais.

Dessa forma, essa atividade econômica não é o ideal, já que conta com grande instabilidade e sem nenhum tipo de proteção. Elas geralmente estão ligadas ao suprimento das necessidades a curto prazo ou apenas para garantir a sobrevivência. 

3. Empreendedorismo de Franquias

O empreendedor de franquias conta com a facilidade de empreender com um modelo que já é conhecido e já testado. Entretanto, a vida deste empreendedor não é tranquila, mas sim conta com muitos obstáculos e desafios pessoais. 

4. Empreendedorismo Cooperativo

Como o próprio nome já diz, o empreendedorismo cooperativo é quando empreendedores individuais se unem para alcançar melhores resultados no negócio. Nesse nicho, ter organização e responsabilidade assim como boa comunicação, são características essenciais para fazer as coisas caminharem. 

5. Empreendedorismo Social

Um tipo de empreendedorismo diferente dos demais, nesse segmento, o lucro fica em segundo plano. O objetivo é primordialmente causar um bom impacto na sociedade, como por exemplo, atendimentos em algumas áreas para comunidades carentes, melhorar o trânsito ou medidas para diminuir o aquecimento global. Assim, é muito comum esse tipo de empreendedorismo em faculdades ou escolas.

6. Empreendedorismo Digital

Voltando novamente ao cenário da pandemia do coronavírus, o uso massivo da internet e das suas ferramentas foram mais difundidas. Guardar arquivos na nuvem, usar plataformas de organização de tarefas e lembretes, é o cenário ideal para que os empreendedores digitais começassem a desenvolver ferramentas e serviços virtuais. Infoprodutos, podcasts, e-commerce ou outros serviços, como o de plataformas de filmes ou transporte, ganharam mais força. A possibilidade de trabalhar em casa também flexibiliza e oferece mais comodidade para o avanço do empreendedor online

Quem pode se tornar um empreendedor?

Você já ouviu falar de que as pessoas nascem com o dom de empreender? Pois é, isso é um mito! A definição de empreendedorismo, como dito anteriormente, é aliada à criatividade e de ser uma pessoa inovadora. Ter força de vontade faz com que qualquer um possa empreender. Ter disposição, pesquisar, procurar e se especializar são formas de agir como um empreender. Então, ser um empreendedor não está relacionado com características genéticas. Concluindo, qualquer pessoa com disposição pode ser empreendedora. E lembre-se: empreender é uma escolha pessoal, e não uma tendência natural.

Increva-se em nossa Newsletter

Receba nossas noticias preenchendo o formulário abaixo

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail novos conteúdos sobre Marketing Digital, Tecnologia, Empreendedorismo e muito mais