Receba Nossa Newsletter
de Conteúdos

Buscar

Qual a diferença entre Buyer Persona e Brand Persona?

Compartilhe este Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Conhecer seus clientes e saber defini-los é muito importante para alcançar bons resultados, é pensando nisso que as estratégias de marketing devem ser planejadas, sabendo o que dizer e para quem dizer.

Mas afinal, o que é Buyer Persona?

Buyer persona nada mais é, que a junção de informações que são definidas e  pensadas em seu público-alvo ideal. Essas informações são pensadas através de personagens fictícios, que tem como intuito, planejar e humanizar os melhores clientes para seu negócio. 

Persona não é o mesmo que público-alvo

É muito comum que algumas pessoas pensem que público-alvo e definição de persona sejam a mesma coisa, mas a diferença é que público-alvo abrange de uma forma mais ampla, pensando em questões demográficas, sociais e de gênero, por exemplo. Já a Buyer persona é um personagem fictício, porém, baseado em dados reais.

Como criar uma Buyer Persona?

Quando temos claramente uma pessoa definida em nossa mente, não se torna muito mais fácil saber o que ela gosta ou precisa? Com os clientes de sua empresa não poderia ser diferente.

Vamos pensar da seguinte forma: João, de 21 anos, deseja se formar em química e trabalha em uma empresa de automação industrial na capital paulista.

É solteiro, não tem filhos, gosta de viajar para a praia e sair com os amigos aos finais de semana. João sonha em viajar para o exterior e tem a música como hobby. 

Veja como os gostos, desejos, hábitos, dificuldades e problemas, dão um norte para que a equipe de vendas possa compreender melhor quem são essas pessoas e o que elas precisam.

Brand Persona

Agora que vimos o que é buyer persona e como criá-la, vamos falar sobre brand persona e a importância das pessoas que representam os valores da sua marca.

Brand persona é a personificação dos valores de uma determinada marca, diz respeito a um personagem que representa a linguagem e o estilo da mesma. Como  se representasse uma pessoa única, com uma maneira de se comunicar, isso faz com que a marca consiga se comunicar com seu público de forma mais fácil, real e humana.

Como criar uma Brand Persona?

Para desenvolver uma brand persona, é necessário ter em mente alguns elementos da marca, por isso é importante que você faça um documento contando a vida da sua marca, como se estivesse descrevendo um personagem.

Para criar sua Brand Persona, leve em consideração os seguintes itens:

Missão

Quando a empresa define sua missão, ela declara qual seu objetivo e o propósito da sua marca, assim, torna-se mais fácil saber e compreender o caminho que deve ser traçado.

Pilares da Marca

Os pilares da marca, são termos usados como palavras-chave e devem servir como ponto de partida, pois definem se a sua marca está distante do valor que deseja transmitir.

A definição dos pilares é importante para qualquer ação que você vá fazer na sua empresa, como postar nas redes sociais e criação de conteúdo para o blog, por exemplo, pois é preciso estar atento se seus conteúdos estão passando a imagem que foi definida. 

Essência da Marca

É importante que a  essência da marca seja definida por frases curtas, geralmente contendo de duas a três palavras que descrevam seu negócio.

Para definir a essência de sua marca, pense da seguinte forma: O que está por trás do negócio e qual seu objetivo, dessa forma, a marca consegue definir com clareza a forma que irá se comunicar com seu público.

Promessa da marca

A promessa da marca é basicamente um acordo entre seus clientes e a marca, fazendo com que seus produtos ou serviços possuam mais valor agregado.

Por mais simples que pareça, vai muito além da comercialização. A promessa é entregue através da experiência dos consumidores e precisa ser coerente para que a reputação da sua marca se sustente. 

Motivos para criar uma brand persona

1.Humanização da marca

Definir, se adequar ao seu público e estabelecer uma linguagem que se adeque ao que você deseja passar, faz com que você consiga se aproximar do seu público, criando um vínculo, como se fosse um amigo.

Marcas como a Netflix e o iFood por exemplo, por mais que não tenham um personagem definido, tem uma linguagem mais jovem, estão sempre presentes nas redes sociais e se comunicam muito através de memes. Isso faz com que eles consigam humanizar a comunicação com seus consumidores.

2. Engajamento do público

Quando o cliente se identifica com uma determinada marca, é muito provável que ele passe a indicar para outras pessoas, isso faz com que seu engajamento aumente.

Além de indicar, a pessoa passa a defender a marca e acreditar em novos produtos ou serviços que essa marca possa trazer futuramente, criando assim, uma conexão baseada em confiança entre a marca e o consumidor.

3. Padronizar a equipe

Imagina que você está com algum problema com uma determinada marca e precisa de atendimento para solucioná-lo, mas a cada pessoa que te atende, é usada uma linguagem diferente.

Com a criação da brand persona, isso dificilmente ocorrerá, pois é de suma importância que todos utilizem a mesma linguagem com o consumidor para que sua marca seja fiel ao que apresenta.

Com isso, o cliente ficará mais confortável e terá a sensação de que a empresa está realmente disposta a solucionar seu problema, mas vale lembrar que para isso, é importante fazer um treinamento com toda a equipe e se atentar para que não vire uma coisa robótica.

Exemplos de sucesso

Como citado anteriormente, a Netflix e o iFood são ótimos exemplos de brand persona, pois a forma como se comunicam, faz com que seu público consiga interagir bastante através das redes sociais, causando um vínculo ainda maior com as pessoas que consomem seus produtos e serviços.

Outro ótimo exemplo de sucesso é o “baianinho” das Casas Bahia, que atualmente passou por uma remodelação, assumindo a nova identidade de um adolescente digital influencer, que é engajado com causas de sustentabilidade.

O CB, como é chamado o novo “baianinho” da marca, expõe a força da personificação de valores e percepções que os clientes desejam.

Com os exemplos acima, podemos ver como a definição da brand e buyer persona aumenta a possibilidade de oferecer melhores experiências para seus usuários, além de conquistar clientes fiéis à sua marca.

Increva-se em nossa Newsletter

Receba nossas noticias preenchendo o formulário abaixo

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail novos conteúdos sobre Marketing Digital, Tecnologia, Empreendedorismo e muito mais