Receba Nossa Newsletter
de Conteúdos

Buscar

Formas de manter suas senhas seguras dentro da internet

Tela de computador com o cursor parado na palavra security
Você sabe como proteger suas senhas na internet? Com a era digital as informações pessoais colocadas na web aumentaram cada vez mais

Compartilhe este Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você sabe como proteger suas senhas na internet? Com a era digital as informações pessoais colocadas na web aumentaram cada vez mais em decorrer das criações de contas em redes sociais, vídeo game e lojas. Com isso, fica cada vez mais fácil a exposição de dados do cartão de crédito, CPF, RG e endereço. Mas calma! Mantê-las seguras não é tão difícil quanto você deve estar imaginando. Confira abaixo os passos para conseguir proteger suas informações:

#1 – Não utilize números ou palavras associados a você em suas senhas

Quem nunca colocou o nome do cachorrinho de estimação, da mãe ou do namorado como senha? Ou até mesmo a data do seu aniversário?! Todas essas palavras associadas a você e ao seu cotidiano facilitam que alguém descubra, por exemplo, a senha do seu Facebook. São palavras fáceis de serem adivinhadas, e por isso, devem ser evitadas a todo custo.

#2 – Não reutilize senhas

Tome cuidado para não utilizar a mesma senha em diferentes contas e sites. Mesmo sendo algo comum de se fazer, uma pessoa que descobrir a senha de determinada conta sua poderá ter acesso a todas outras! Então, você pode no final, meio ou início de cada senha colocar a sigla do site a qual este se refere. Entendeu? Vou explicar melhor, se estiver criando senha para o Facebook, coloque a sigla FB no início meio ou fim, isso te ajuda a diversificar e a se lembrar das senhas.

#3 – Misture e use senhas longas

Para ficar ainda mais seguro, misture os caracteres especiais como @, #, ! assim como letras maiúsculas, minúsculas e numerais. Vale lembrar que quanto maior sua palavra-chave, melhor! Senhas maiores do que 8 caracteres se tornam mais difíceis de serem descobertas. E cuidado para não se esquecer!

#4 – Guarde bem as suas senhas

Inclusive a senha de bancos! O ideal é memorizar, mas sejamos sinceros, quem nunca esqueceu uma senha? Anotar senha em papel, bloco de notas do celular, colocar na nuvem, deixar salvo no computador ou até mesmo falar para o seu namorado ou familiares são erros comuns que jamais devem ser feitos. Ao invés disso, pode colocar em um pen drive (mas guarde bem, ok?), disco externo e deixe longe do computador. Mas, se não tiver jeito, você pode usar um gerenciador de senhas como o LastPass que é gratuito e seguro.

#5 – Troque a senha periodicamente

Espero que já tenha colocado no seu calendário! O ideal é mudar suas senhas a cada 90 dias.

#6 – Nunca se esqueça de deslogar

Se estiver usando um computador não pessoal, sempre se lembre de deslogar (logout) da sua conta ou se certificar de que sua senha não ficou salva naquela máquina. E, de maneira alguma, acesse informações sigilosas como a de dados bancários em computadores públicos ou wi-fi aberto. Isso impede que outras pessoas tenham conhecimento de suas informações pessoais.

#7 – Se esquive de rede Wi-fi abertas

Isso facilita a invasão de terceiros a seus dados. Além de evitar redes Wi-fi de lugares desconhecidos, proteger sua senha residencial ou comercial também é de extrema importância. 

#8 – Use um antivírus e sempre atualize aplicativos e softwares

Esses dois passos são importantes para quem quer se prevenir e se manter seguro de futuros problemas.

Já anotou todas as dicas? Esses são os passos fundamentais e que não são impossíveis para evitar dores de cabeça e se manter seguro de hackers e curiosos. São dicas válidas já que a todo instante estamos trocando informações através de celulares, computadores, notebooks ou tablets. A facilidade que a tecnologia proporcionou para realizar o compartilhamento de dados em segundos e fazer compras on-line, por exemplo, é enorme, entretanto, é necessário ter cautela!

Você sabia?

Você sabia que dia 28 de janeiro é comemorado o dia internacional da proteção de dados? Isso porque esse assunto se tornou cada vez mais recorrente devido ao vazamento de informações por pequenas e grandes empresas. A data foi criada pelo Conselho Europeu em 2006 para que as pessoas se conscientizem mais sobre esse assunto. Isso porque há muita negligência, mesmo que exista uma lei que regule as informações coletadas e armazenadas na internet, a LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. Com isso, o comportamento ingênuo e leigo das pessoas perante a esse assunto, facilita cada vez mais para os infratores, deixando as pessoas mais expostas e menos seguras. Sendo assim, cada um deve fazer a sua parte e se comprometer para que esse cibercrime não seja tão comum como atualmente é.

“Ninguém será sujeito a interferências em sua vida privada, em sua família, em seu lar ou em sua correspondência, nem a ataques à sua honra e reputação. Todo ser humano tem direito à proteção da lei contra tais interferências ou ataques.”

Artigo 12 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, da ONU

Por isso, todas as informações colocadas na web devem serem conscientes, uma vez que podem ser acessadas por hackers ou pessoas indesejadas. Isso porque, todas empresas ou sites atualmente costumam recolher dados cadastrais, como alguma foto sua, número do celular, local em que mora e, tudo isso, excita ainda mais criminosos digitais a te tornarem alvo de seus cibercrimes.Agora, todas essas dicas refletem na importância em que devemos dar para proteger nossos dados, de modo que, grandes empresas como a Netshoes são suscetíveis ao vazamento de dados de clientes. Neste caso, a empresa não vazou informações bancárias ou senhas, mas sim CPF, data de nascimento, e-mail e as últimas compras feitas pelos usuários, deixando em aberto as informações das pessoas para sofrerem uma possível fraude. Nesse âmbito, todo o cuidado é pouco quando se trata de nossas informações, já que não queremos ser vítimas de hackers, certo? Então, esses passos acima servem para serem adotados em nossa rotina, assim como evitar ao máximo a criação excessiva e desnecessária de contas digitais em lojas ou sites. Afinal, se nem empresas bilionárias conseguem se proteger contra o vazamento de informações privadas, temos que manter nossas senhas seguras, e isso envolve praticar essas dicas religiosamente. Até porque, você já virou um expert nesse assunto lendo esse artigo!

Increva-se em nossa Newsletter

Receba nossas noticias preenchendo o formulário abaixo

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail novos conteúdos sobre Marketing Digital, Tecnologia, Empreendedorismo e muito mais