Receba Nossa Newsletter
de Conteúdos

Buscar

As diferenças entre público-alvo, persona e cliente ideal

Compartilhe este Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Qual empresa que não deseja ter uma estratégia de marketing digital de sucesso? Mas para isso, apenas ter um ótimo produto, oferecer soluções incríveis e ter um bom orçamento para investir, não é suficiente.

Para que sua empresa tenha uma estratégia de marketing digital de sucesso, é necessário saber quais pessoas você deseja impactar.

E sabendo desse pilar tão importante, hoje vamos abordar sobre público-alvo, persona e quais são suas diferenças.

Além disso, depois que você entender de uma vez por todas as diferenças entre esses dois conceitos, vamos te apresentar um novo, o do cliente ideal.

Isso significa que ao final desse artigo, você saberá exatamente o que é cada um deles, qual sua importância e quais suas diferenças. E é sabendo de tudo isso que você poderá aplicar seus conhecimentos nas estratégias de marketing digital do seu negócio, e ter muito sucesso em seus resultados. 

Então, quer aprender mais sobre o assunto? Continue com a leitura.

O que é público-alvo?

O público-alvo é uma parcela de pessoas para quem sua empresa direciona as ações de marketing com o objetivo de impactá-las para consumir o seu produto ou serviço.

O objetivo aqui, é ter uma segmentação de mercado específica com a qual o seu negócio estará se comunicando. Você pode pensar da seguinte forma: é um grupo formado por pessoas com o mesmo grau de escolaridade, que possui os mesmos comportamentos, interesses e etc.

Olhando assim, até parece bem simples, não é mesmo? Justamente porque, basicamente, o público-alvo é uma parcela da população que é relacionada com os interesses que sua empresa tem. Mas, atenção! Essa parcela de público pode ser ou não ser diversificada.

E lembre-se: o seu público-alvo está diretamente relacionado com os seus produtos ou serviços.

Dessa forma, podemos entender que o público-alvo é formado por pessoas que possuem interesse nas suas soluções e que, na maioria das vezes, pode estar na região onde sua empresa está localizada. Claro que isso não é uma regra, afinal, há empresas, como a Definitiva Digital, de abrangência nacional e ainda, as que abrangem territórios internacionais. 

Na hora que você for definir o seu público-alvo, leve em conta o seguinte:

  1. Dados demográficos, como: homem, mulher, ambos, faixa etária, nível de escolaridade, etc.
  2. Dados geográficos (as pessoas que sua empresa quer alcançar estão aonde?): você pode segmentar por região, por bairro, por cidade, estado, país…
  3. Comportamentos e interesses: do que o seu público gosta (quais são seus interesses, como por exemplo, seus hábitos de consumo), o que o seu público faz (quais são os comportamentos do seu público, por exemplo, quais são seus hobbies).
  4. Dados socioeconômicos: classe social, renda.

Quanto mais informações você conseguir coletar, maiores serão as chances de você aprender sobres os desejos do seu público e, com isso, criar relacionamentos mais próximos através de campanhas partindo da premissa de uma estratégia muito mais assertiva. Isso fará com que você direcione seus investimentos e esforços com sabedoria, diminuindo as possíveis perdas.

A sua empresa precisa pensar em como atrair esse público e transformá-lo em cliente. A partir do momento que você consegue atrair o público certo, identificar o que falta para ele consumir de você, ficará mais fácil.

Em muitos casos, definir apenas o público-alvo, basta. Mas, quando você deseja ter mais exatidão, você precisa trabalhar as personas.

O que é persona?

Por muito tempo, os profissionais de marketing só usavam a definição de público-alvo para o desenvolvimento de estratégias e, consequentemente, os anúncios.

Mas, com a tecnologia digital, o mercado em geral sentiu a necessidade de criar estratégias muito mais segmentadas e muito menos massivas. E foi então, que surgiu a definição de persona.

E qual é a diferença entre público-alvo e persona

Levando em consideração que dentro de um público-alvo há dezenas de perfis diferentes de clientes, podemos entender que a persona é um retrato das características do perfil de um cliente ideal.

Vamos concluir que a persona é um personagem fictício. Dessa forma, para definir uma persona, apenas dados demográficos, geográficos e socioeconômicos não são suficientes.

Para definir uma persona, é necessário uma pesquisa muito mais detalhada e aprofundada, identificando assim, características adicionais como:

  • Desejos e sonhos;
  • Dificuldades enfrentadas no dia a dia;
  • Desafios;
  • Em quais redes sociais estão presentes;
  • Quais são suas crenças e etc.

Veja abaixo um exemplo de público-alvo e um exemplo de persona

Exemplo de público-alvo:

Homens, entre 25 e 45 anos, que residem na cidade do Rio de Janeiro, com formação no ensino superior, classe B, renda entre R$ 6.000,00 e R$ 10.000,00, que amam viajar e beber um bom vinho.

Exemplo de persona:

André, de 42 anos, empresário. Mora em um apartamento em Copacabana, é casado e não tem filhos. Se formou em publicidade e propaganda e sempre acompanha palestras ao redor do mundo. Nas horas vagas gosta de viajar com a família, receber os amigos em casa e jogar vídeo game. Frequenta academia pelo menos três vezes na semana e mantém uma alimentação saudável, sem abrir mão de suas comidas favoritas.

A importância de definir o público-alvo e a persona no ambiente digital

Traçar o público-alvo no digital, é saber identificar a sua audiência e isso é essencial para você direcionar os seus conteúdos para quem realmente está interessado neles.

Quando você cria conteúdos para um público generalizado, você pode causar o efeito oposto do desejado. Ou seja, ao invés de atrair seus clientes, você irá espantá-los.

Você precisa se mostrar uma autoridade para o seu público-alvo se sentir compreendido e confiar no que você tem pra dizer. Portanto, você precisa focar em criar estratégias e ações que façam sentido para sua realidade e que possam criar uma identificação e, automaticamente, uma aproximação.

Então, eu tenho que ter apenas um perfil de público? Não.
Você pode traçar mais de um público-alvo e essa necessidade você vai sentir identificando características do seu negócio. Por exemplo, se sua empresa for de nível nacional.

Dica: É possível e muitas vezes necessário definir mais de uma persona para cada categoria de público. E tenha em mente que a persona pode ser alterada de acordo com novas características que você vai identificar no perfil do seu público-alvo, porque é normal ir estreitando o seu nicho, através de sub-nichos, por exemplo.

E no ambiente digital, com uma segmentação adequada, você será capaz de ter um planejamento mais assertivo, pois quando você tem informações mais precisas do seu público-alvo, é muito mais fácil trabalhar para montar uma estrutura que irá atingir esse público com sucesso.

Você será capaz de identificar quais as mídias sociais, por exemplo, que fazem mais sentido para o seu negócio e quais ações deverá tomar em cada uma delas, como a criação de conteúdos personalizados.

Em um outro post, vamos falar muito mais sobre como atingir seu público-alvo no ambiente digital.

E antes de encerrar esse daqui, um termo novo que queremos te apresentar é o de buyer persona, que é o personagem fictício que reúne as características reais do seu cliente, ou seja, é o perfil do seu consumidor ideal.

Esse tema merece um artigo só pra ele, concorda? Então, está anotado! Um artigo detalhado de como criar uma buyer persona para o seu negócio será produzido. Não deixe de acompanhar nossos canais sociais oficiais para saber sempre que um conteúdo novo for produzido. E se quiser ser avisado antes de todo mundo, cadastre-se na nossa newsletter.

Increva-se em nossa Newsletter

Receba nossas noticias preenchendo o formulário abaixo

Posts Relacionados

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por e-mail novos conteúdos sobre Marketing Digital, Tecnologia, Empreendedorismo e muito mais